Logo - Shift

HISTÓRIAS TRANSFORMADORAS

Cláudia Saleme - professora





Cláudia Saleme nasceu na cidade de Ilhéus (BA) numa família de classe média alta, com conhecimento na área da saúde. Sempre extremamente tímida relacionava-se com poucas colegas, mas o senso de observação sempre foi uma de suas características. Um fato curioso é que ela reaproveitava muito dos materiais como, sacolas, papéis, caixas, etc., o senso de economia se fazia sempre presente em suas atitudes. Na época, década de 70, não havia a preocupação das crianças menos favorecidas frequentarem salas de aula, tão pouco existia escolas públicas com esta finalidade. Então Cláudia começou com uma prancheta, papel e caneta na mão, a frequentar os bairros afastados e buscar autorização de pais que desejavam ver seus filhos estudando na futura escola que havia pretensão em montar. Aos 12 anos cursando a sexta série, pediu autorização aos seus pais para utilizar a área da garagem da casa, dividindo em três ambientes de salas de aula dando oportunidade as crianças que moravam em condições de vulnerabilidade, pois aquelas famílias não tinham poder econômico para custear os estudos de seus filhos. Um dos aspectos prioritários na conversa com os pais foi de que pudessem pagar duas colegas para ministrar aulas, além dos materiais para as crianças e lanche, motivo fundamental da permanência em aula. Este acordo foi cumprido pelos pais até o momento em que a diretora do colégio convocou a mãe da Cláudia, para saber o que estava acontecendo em casa, uma vez que suas notas e a atenção já não eram as mesmas desde o início do ano. O sonho de Cláudia continuar como Professora de crianças carentes acabou naquele dia, era urgente a retomada nos estudos para não perder o ano. Difícil para aquela jovem foi entender o que era mais importante: seu estudo ou a oportunidade de levar conhecimento a tantas crianças como ela. Ainda naquele ano, foi convidada a conhecer o Governador do Estado de Minas Gerais (Dr. Tancredo Neves) que soube da sua iniciativa popular e a nomeou como a Professorinha mais jovem do Brasil, agradecendo pela inovação na educação dando a ela oportunidade de mudar a história no estado. O tempo passou, sem faculdade, sem condições financeiras para custear uma faculdade particular e com a mudança para outro desafio: a Amazônia! Proposta recebida pelo seu pai para salvar crianças que morriam de febre negra, assim no final da década de 80 foi para esta região distante, contribuir de alguma forma. Convidada a exercer o cargo de Chefe de Gabinete do Prefeito de um município de 35 mil habitantes, foi um dos mais desafiadores anos de sua vida: enchente avassaladora, vidas perdidas, escassez de alimentos, inexistência de saneamento básico, ameaça de morte. Resolveu buscar uma forma de custear uma Universidade local na cidade de Santarém/PA e escolheu o curso de Gestão Ambiental. Em 2008 desenvolveu uma Tecnologia de Inteligência Motivacional, TECNOLOGIA MOTTAINAI. Sempre convidada como Palestrante tornou-se Educadora para Povos Indígenas pela ECAM (Equipe de Conservação da Amazônia) para ministrar aulas de Ética Ambiental, Conservação e Manejo de Resíduos e Assessora da Indústria Ana Plast, de transformação de Resíduos Plásticos. Sempre atenta a editais de premiações, publicou um dos seus relevantes trabalhos em Educação, Saúde e Meio Ambiente, por ter retirado dos municípios de Santarém e Juruti, toneladas de resíduos plásticos (ripo 1, 2 e 4) e transformados em um novo produto, devolvidos posteriormente em forma de mangueira reciclada para todas as escolas públicas da cidade. Esta premiação do Instituto Butantan contribuiu com novas perspectivas. Desde 2012, Cláudia contribui com Projetos para Amazônia, principalmente na área de resíduos sólidos. Em 2013, foi premiada pelo governo de São Paulo, no evento do V Fórum da Promoção a Saúde, pela inovação de um Projeto Educacional de Sustentabilidade como cenário uma Escola Pública de Ensino Fundamental na zona leste da cidade, atendendo 580 pessoas, objetivando inserir na comunidade para apoiar conhecimento para mais de 5.000 pessoas. Atualmente esta elaborando um curso em EAD de Introdução a Sustentabilidade por um Centro de Estudos para ser disponibilizado no país para Instituições de interesse público e privado. Hoje, Cláudia continua com o mesmo pensamento da juventude, sempre há como contribuir para melhoria da sociedade, desde que tenha atitude e enfrente os desafios no dia a dia, não importa onde está, mas sim como está para modificar o cenário. “Há muito que aprender e conhecer, mas em todos os períodos e eras surgiram maneiras e técnicas, hipóteses e experimentações, agilidade e comodidade que favoreceram buscar a compreensão da presença humana no ambiente natural interagindo com suas crenças, culturas, tempo e espaço numa missão de conquista e entendimento quanto às relações em sociedade. Trabalhar é escolher o tipo de qualidade de vida, e escolher o tipo de qualidade de vida faz parte do destino”. (SALEME, 2012)

Assista ao video aqui



Voltar

SHIFT: FUNDADORES

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE OS FUNDADORES SHIFT.

Creative Commons License



Shift by Portal de Conteúdo is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Brazil License