Logo - Shift

HISTÓRIAS TRANSFORMADORAS

Marcelo Estraviz - fundador do Instituto Doar





Minha história tem a ver com um incômodo constante desde que virei adulto. Nada fazia muito sentido entre as coisas onde trabalhei. De gerente de marketing de multinacional, pra produtor cultural de sucesso, pra diretor de fundação governamental, pra consultor de ONGs. Passei pelos 3 setores e só fui me encontrar mesmo graças à terapia e a tudo que li e conheci nos últimos 15 anos. Nunca tive uma causa, tive várias. Adorava, e ainda adoro, tomar café com pessoas que estão dispostas a montar uma ONG, ou fazer um sabático, ou a empreender uma nova iniciativa na sua empresa. Fui percebendo com o tempo que ajudar os outros era o que me deixava feliz. Eu poderia ser psicólogo, ou coach, ou bombeiro. Mas quando fui ver minha trajetória profissional e o que eu já tinha feito, vi que já estava fazendo a coisa certa, só não tinha costurado as partes. Faz 3 anos eu percebi que meu objetivo de vida é ampliar a cultura de doação no Brasil. Fiz isso nos últimos 15 anos ajudando organizações a criarem departamentos de captação. Pedindo bem, se doa mais e melhor. Aprendi a captar quando fui produtor, em um período onde as leis de incentivo tinham acabado de começar. Captamos muito dinheiro, mais do que os produtores de sempre. Foi uma janela de oportunidade. Também criei, com outros profissionais, uma associação, para defendermos juntos um código de ética. Com ética, as doações são melhores, porque quem pede é é correto. Escrevi dois livros a respeito da captação no Brasil, um deles indo pra terceira edição, o outro entrando na segunda. Falando em livros, escrevi um terceiro, sobre um outro assunto que me estimula muito: sabáticos. E o que uma coisa tem a ver com outra? Foi realizando sabáticos que eu fiz essas mudanças profissionais. A cada parada eu refletia sobre a vida e sobre mim. E o próximo passo era não só consciente, mas prazeiroso. Meu passo recente é que acabo de criar um instituto chamado Doar. Há um foco em certificar ONGs que seguem um conjunto de critérios, e com isso essas ONGs ampliarão suas doações, por serem mais fiáveis a partir desse selo. O outro braço do Instituto é o #diadedoar, dia 2 de dezembro, em parceria com outros 9 países e a Fundação Das Nações Unidas, lá fora chamado #givingtuesday. O objetivo é nada singelo: mudar o mundo, através de uma força tarefa concentrada, inspirando pessoas a doarem nesse dia, e assim animá-las a doarem sempre. Essa é (uma parte pequena da) minha história. :)

Assista ao video aqui



Voltar

SHIFT: FUNDADORES

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE OS FUNDADORES SHIFT.

Creative Commons License



Shift by Portal de Conteúdo is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Brazil License