Logo - Shift

Cidades Inovadoras

Projeções apontam para a urbanização crescente do Planeta. A  multiplicação das grandes cidades está se concentrando nas regiões pobres num cenário radicalmente diferente de 50 anos atrás, quando apenas 100 aglomerações urbanas tinham mais de um milhão de habitantes, e a maioria delas localizava-se em países ricos. Diante desse fenômeno “neourbano”, nossos radares estão captando movimentos de profunda reinvenção da urbanidade e levando a uma reinvenção da vida nas cidades. Conheça aqui alguns desses movimentos e iniciativas.



Macrotransições | Tóquio tem hortas urbanas nas estações de metrô

As hortas urbanas estão cada vez mais populares em todo o mundo. No Japão, o projeto Soradofarm, incentiva a criação de jardins e hortas nos telhados das estações de trem e metrô. A alternativa também funciona como uma válvula de escape para a correria do dia-a-dia.

O aproveitamento de espaços públicos ou telhados para o plantio é uma das poucas alternativas que os moradores de grandes cidades têm para driblar a falta de espaço livre. Tóquio está entre as cidades que sofrem com este problema, por isso a ideia de aproveitar as estações se torna tão importante e genial. por redação CicloVivo

Leia mais(em português)


Cidades Inovadoras | E se a água deixar de ser mercadoria?

Como Paris, Berlim, e dezenas de cidades estão remunicipalizando o abastecimento. Por que as metrópoles brasileiras, em crise devido à privatização, deveriam fazer o mesmo

Em um momento no qual a vida na maior capital brasileira encontra-se ameaçada em razão da falta d´água, seria oportuno entender prática adotada em 86 cidades no mundo. Elas abandonaram o modelo de empresa privada de abastecimento de água, no qual a meta é o lucro e seu cálculo depende da cotação de ações na bolsa de valores. Tomara a decisão depois de avaliarem os limites desse modelo e os prejuízos ecológicos e sociais e econômicos dele decorrentes. Em dezembro de 2013, consolidou-se um grande agrupamento europeu de cidadania pelo direito humano de acesso à água e pela interrupção e reversão da privatização desse bem. Nessa direção observamos um movimento de remunicipalização e de retomada e criação de parcerias público-público para o abastecimento d´água nas cidades. por Myriam Bahia Lopes (portal Outras Palavras)

Leia mais(em português)


Macrotransições | Jaime Lerner, por cidades mais humanas

O urbanista que conquistou o mundo com suas ideais inovadoras e geniais diz que suas energias continuam inteiramente voltadas para pensar – e melhorar - as cidades. Viaja, sem parar, espalhando seu conceito de Acupuntura Urbana e, em ocasiões especiais, canta rap de sua autoria com o tema favorito. Em dezembro, lançou livro de memórias – em forma de crônicas – durante abertura de exposição em sua homenagem, em Curitiba

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner tem andado muito ocupado ultimamente. Em dezembro do ano passado, inaugurou, no Museu Oscar Niemeyer, a exposição Das Vozes da Cidade (que vai até 15/03), comemorativa aos seus 50 anos de carreira de arquiteto e, principalmente, urbanista. No mesmo evento, lançou despretensioso livro de memórias em forma de crônicas, Quem cria nasce todo dia (Travessa dos Editores), em que relata sua Curitiba da juventude, sua formação, carreira, viagens, família e amigos. Causos para se ler em roda de amigos, como ele gosta. por Jorge Eduardo Mosquera (Planeta Sustentável)

Leia mais(em português)


Cidades Inovadoras | Quer transformar a sua cidade?

Já sonhou em criar uma organização que ajuda os seus vizinhos a realizarem transformações concretas na sua cidade usando a tecnologia? A rede Nossas Cidades – formada pelo Meu Rio e pela Minha Sampa – está crescendo e procura pessoas interessadas em replicar seu modelo em outros locais, aproximando o cidadão comum das decisões políticas locais.

Até o final de novembro a Nossas Cidades receberá inscrições de interessados em criar iniciativas de mobilização social para melhorar seus municípios. A ideia é dar início à construção de uma rede de cidades mobilizadas, a partir do compartilhamento das ferramentas e metodologias do Meu Rio e do Minha Sampa.

Os selecionados participarão de uma residência de um mês no Rio de Janeiro, em 2015. Eles receberão a tecnologia customizada para a sua região e terão o acompanhamento da equipe do Nossas Cidades por até um ano, para que estejam prontos para dirigir seu próprio time, coordenar suas mobilizações e se sustentar. (Página 22)

Leia mais(em português)


Cidades Inovadoras | Repensar a convivência

No processo de desenvolvimento da cidade, o homem, munido da capacidade de impor novas configurações à natureza, fez escolhas que o afastaram dos rios e das várias atividades de lazer que o leito deles é capaz de proporcionar

 

As possibilidades que o Rio Pinheiros oferecia ao cenário urbano foram consideradas desde o primeiro grande projeto que balizou o desenho da capital paulista durante sua expansão: o Plano de Avenidas de São Paulo, projeto de 1930 escrito por Prestes Maia.
O documento estipulava a criação de jardins com corredores arborizados, instalações esportivas, circulação rápida, linhas de alta velocidade e navegação em seu leito. No entanto, a incapacidade de administração pública fez as medidas que tratavam da conservação dos recursos naturais, como proteção do solo e da vegetação, ficarem em segundo plano. por Planeta Sustentável

Leia mais(em português)



SHIFT: FUNDADORES

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE OS FUNDADORES SHIFT.

Creative Commons License



Shift by Portal de Conteúdo is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Brazil License