Logo - Shift

Entrevistas

Entrevistas | A civilização da empatia - Jeremy Rifkin

No novo livro de Jeremy Rifkin que é publicado agora na Itália, "La civiltà dell`empatìa" [A civilização da empatia] (Ed. Mondadori, 648 páginas), há uma primeira mensagem que, aparentemente, é tranquilizadora. Com uma robusta evidência científica, o autor explica que nós somos uma espécie animal "empática", treinada a provar compaixão, participação, solidariedade.

A segunda mensagem é decisivamente alarmante. A nossa empatia, durante milênios, foi exercida dentro de círculos restritos, da família à comunidade agrícola até o Estado-nação, não se adaptou à extensão global da nova comunidade humana. Reprogramar a nossa consciência, aplicar a empatia em escala planetária é urgente se queremos evitar a destruição da nossa espécie (e de muitas outras). por portal IHU

Leia mais(em português)


Entrevistas | Michael Pollan e a consciência por trás do garfo

Ele é um ativista militante, com discurso afiado sobre como é necessário pensar um sistema alimentar alternativo ao que hoje se impõe no mundo todo, dominado por grandes empresas e indústrias do alimento processado. Trata-se de um discussão relevante, sem dúvida. Mas que à primeira vista poderia soar árida, irritante, tipo papo de ecochato. Não é o caso: a prosa de Michael Pollan flui fácil e as implicações políticas e sistêmicas do ato de comer, que são o pano de fundo de sua argumentação, surgem com naturalidade no último livro do jornalista e professor da Universidade de Berkeley, na Califórnia. por Jose Orenstein (revista Paladar - jornal Estadão)

Leia mais(em português)


Entrevistas | A educação que temos rouba dos jovens a consciência, o tempo e a vida - Claudio Naranjo

Quando ouvimos este psiquiatra chileno de 75 anos, temos a sensação de estarmos diante de Jean-Jacques Rousseau do nosso tempo. Ele nos conta que esteve bastante adormecido até os anos 60, quando se mudou para os EUA, se tornou discípulo de Fritz Perls, um dos grandes terapeutas do século XX, e passou a integrar a equipe de terapeutas do Instituto Esalen da Califórnia. A partir deste momento passou a ter profundas experiências no mundo terapêutico e espiritual. Entrou em contato com o Sufismo e tornou-se um dos introdutores do Eneagrama no Ocidente. Ele também bebeu do budismo tibetano e do zen. 

Claudio Naranjo tem dedicado sua vida à pesquisa e ao ensino em universidades como Harvard e Berkeley. Fundou o programa SAT, uma integração de Gestalt-terapia, o Eneagrama e Meditação para enriquecer a formação de terapeutas  professores. Neste momento, lança um alerta contundente: ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar. (portal Estar em Si)

Leia mais(em português)


Entrevistas | Como a internet das coisas vai atropelar o capitalismo - Jeremy Rifkin

A web deve dar origem já nas próximas décadas a um novo sistema econômico com base em trocas e colaboração

Nos últimos 300 anos, o mundo passou por duas revoluções industriais: a primeira liderada pela Inglaterra no fim do século XVIII, e a segunda, pelos Estados Unidos, algumas décadas depois. O pioneirismo transformou esses paí­ses em potências mundiais.

De acordo com o pensamento do economista norte-americano Jeremy Rifkin, foi dada a largada para uma nova corrida industrial entre as nações, e desta vez a Alemanha saiu na frente. Guru de executivos e chefes de estado, como a alemã Angela Merkel, Rifkin explica em seu último livro, The Zero Marginal Cost Society: The Internet of Things, the Collaborative Commons, and the Eclipse of Capitalism (A sociedade do custo marginal zero: a internet das coisas, os bens comuns colaborativos e o eclipse do capitalismo), como a internet das coisas está dando origem à economia do compartilhamento, que deverá superar o capitalismo até a metade do século. por André Jorge de Oliveira (revista Galileu)

Leia mais(em português)


Entrevistas | As cidades tratam a água da chuva como lixo - Tim Duggan

O arquiteto da ONG Make it Right, dedicada a projetos ambientais, diz que as cidades têm de consumir água de chuva e não depender de represas

São Paulo enfrentou transtornos contraditórios no início do mês. Cidades como Itu sofreram, ao mesmo tempo, alagamento por causa das chuvas fortes e seca nas torneiras devido ao baixo nível nas represas que abastecem o Estado. No modelo atual das cidades, drenamos para longe a água da chuva, que chega a todas as casas, grátis e com razoável qualidade. E trazemos de longe, a alto custo, água de reservatórios, filtrada e bombeada por dezenas de quilômetros. “O consumo de água nas grandes cidades segue um padrão de 100 anos atrás, insustentável nas próximas décadas”, afirma Tim Duggan, arquiteto da ONG Make it Right. por Marcelo Moura (revista Época)

Leia mais(em português)



SHIFT: FUNDADORES

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE OS FUNDADORES SHIFT.

Creative Commons License



Shift by Portal de Conteúdo is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Brazil License